28 de dezembro de 2012

Apresentando o Carcará Arconexo 4.0



Sejam bem vindos ao Carcará Arconexo versão 4.0! Meu presentinho de natal - atrasado por motivos pessoais - para todos vocês!

O site sofreu pequenas mudanças, em sua maioria apenas visuais. Agora temos um novo background, um novo título (que eu acho que está sendo atacado por algum alienígena, não sei), além de botões de acesso lateral (anteriormente ficavam no alto), enfim... vamos aos comentários!

  • A Enciclopédia Carcará foi substituída pelo Hall da Fama Carcará Arconexo! Uma área dedicada aos melhores posts, com homenagem honrosa ao Fenolftaleína, o patinho de estimação do blog no inicio de seu primeiro ano! Apreciem sem moderação clicando no link lateral (que será fixo) ou na imagem abaixo!


  • Para os perdidos de plantão, que curtiram uma página e se esqueceram de salvar nos favoritos, agora temos duas opções simples de pesquisa: uma barra para escrever o termo que você procura ou um arquivo, para você buscar por data!
  • Antigamente havia o botão de compartilhar, curtir e twittar em cada postagem, mas eu acabei removendo e nunca mais havia colocado. Sugerido pelo amigo Renan Hilário, eu coloquei novamente os botões, para facilitar o espalhamento do blog pelas redes sociais! Porém, cuidado com duas coisas: o botão de Curtir deve ser confirmado, não basta clicar; e o botão de tweet precisa estar na página da postagem (caso contrário, você irá tweetar a página principal do Carcará Arconexo, o que também é bom, mas provavelmente não será o que você estava querendo fazer)!
  • Por fim, gostaria de agradecer aos visitantes diários e não tão diários assim do Carcará Arconexo. Este blog está trilhando seu caminho para o majestoso QUINTO ano de vida, e tudo isso graças aos poucos visitantes que aqui passaram e à minha resistência, para garantir que ele não feche em momentos psicóticos onde eu acordo com vontade de simplesmente deletar tudo. Isso acontece frequentemente com qualquer blogueiro que não tem renda com seu site, vai por mim...huahuahuahua!


Estatísticas de 2012:


Desde o dia 01 de janeiro até ontem, dia 27 de dezembro, o Carcará Arconexo recebeu:

  1. 19.164 visitas!
  2. 26.865 visualizações de página!
  3. 744 visitas de Portugal! Obrigado, ó pá!
  4. 183 visitas dos Estados Unidos! Thanks, mothafucka! LOL
  5. Incríveis 25 visitas do Japão! ありがとうございました! (espero que o Google Tradutor tenha traduzido certo, hahahahaha!)
Obrigado, mais uma vez, a todos os visitantes. Que 2013 seja melhor ainda para todos nós! Até a próxima!


*** Curiosidade: Esta é a postagem de número 700!!! YEAH!!! \o/

27 de dezembro de 2012

Cangurus Roxos Apicultores.


Em uma determinada época do ano, quando a maré irriga as plantações de leão no sul da tasmânia, o vento é pungente e a velhinha esquece de botar sua calcinha bege e sai na rua de minissaia, o clã escalafobético dos cangurus roxos apicultores que vivem apenas no cume que lhes interessa, inicia seu ritual sagrado para o desenvolvimento dos filhotes de sua majestosa variedade genética, exclusivíssima e de uma linhagem sobrevivente de épocas extremamente longínquas, nas quais os dinossauros eram os pombos do planeta.


Ao longo de milênios, o clã sofreu mudanças naturais em sua conformidade genética, de modo a se adequar ao mundo em que deveriam viver. Atualmente, se parecem bastante com os nossos cangurus, mas um dia eles foram gigantescos, possuíam poderes cinéticos e faziam curta-metragens para a diversão de seu povo sobre personagens que usavam o que eles chamavam de "sabre de luz". Por vezes, a mitologia destes personagens se confundia com a religião de algumas espécimes, que consideravam tais ideologias de vida mais sábias e confortáveis do que as ditas por seus ancestrais, de modo a enfeitar árvores de natal como se fossem galinhas da angola penduradas pela perna direita ao som de tecnobrega em plena tarde de domingo.


"QUE COMECE O RITUAL!", gritou o pajé dos cangurus. Todos se reuniram em torno de uma fogueira, onde eram queimados todos os brinquedos antigos dos filhotes, como símbolo de uma nova etapa em suas vidas. As crianças foram colocadas no fogo também, porque eles são carnívoros e precisam de proteínas, e como o ser humano é uma praga nos dias de hoje, eles aproveitam para comercializá-los, tal qual os frangos nas padarias dançando macarena nas televisões de cachorro. Após uma forrada no estômago, eles se aqueceram e logo iniciaram o rito de passagem.

O pajé pegou um pote, de cerca de 150m de altura apenas, abriu e tirou de seu interior um monte de margarina. Essa margarina era utilizada no inicio do ritual, para que os filhotes untassem o interior de suas bolsas, de modo a não colar um lado no outro. Os adultos passavam a margarina no interior da bolsa de seus respectivos filhotes, e eles deveriam meditar enquanto o procedimento acontecia. O chefe da tribo, Louis, era responsável pela segunda etapa do evento: a limpeza das almas negras do passado de cada um dos integrantes do clã. Para tal, nada que um Dermacyd não resolva, afinal de contas, graças ao "BioEcolia" e o sistema de pH Equilibrium a região íntima de todos conseguem ficar devidamente protegida por até 24 horas!


O Dermacyd não é apenas um sabonete íntimo, ao menos para os cangurus roxos do clã dos apicultores. Ele é uma mistura de elixir, manjar e pelúcia dos deuses. Ao mesmo tempo em que era utilizado para realizar a limpeza astral da raça como um todo (e é claro, limpar as respectivas áreas erógenas femininas das cangurus fêmeas), ele também era: solvente universal, diluente da bebida matinal diária, detergente para limpeza dos utensílios de cozinha, lubrificante para os momentos de felicidade, lubrificante para os equipamentos mecânicos em geral, anti-corrosivo, anti-diurético, tinta para as impressoras, e quando solidificado, também era utilizado como metalóide para produção de grandes edifícios e armas de caça, além de, claro, pelúcia, já supracitado. Algo tão simples, mas com tantas utilidades...

Todos os cangurus pegavam um pouco de Dermacyd, emplastravam seus corpos com a substância, diziam meia dúzia de palavras reconfortantes e depois tomavam um banho de sol da meia noite para secar. Suas escamas (sim, escamas) possuíam um indicador de preponderância, e os que ficavam mais azul-tijolo eram selecionados involuntariamente para se tornarem os pajés do futuro. Em casos excepcionais, alguns cangurus  emitiam um brilho fosforejante. Neste caso, os cangurus passaram da validade e eram jogados na lixeira de resíduos orgânicos - afinal de contas, a sustentabilidade é uma prática consciente e universal.


No fim do ritual, cada mãe coloca seu filhote em sua bolsa interna e todos voltam para suas residências, normalmente. Vuitton, a canguru fêmea mais importante - e portanto a mulher de Louis - colocou seu filhote na bolsa, e durante o retorno ao seu lar, foi surpreendida por um grupo de potes de Dermacyd ambulantes, pedindo esmola para alimentar seu vício: o consumo de Crac. Mas essa história fica para outro dia...



*** O Dermacyd não me pagou para escrever estas coisas. Tampouco estou escrevendo com intuito de criticá-lo (o mesmo refere-se às batatas CRAC). Todos os direitos de ambas as marcas são reservados aos produtores comerciais, e todo o conteúdo existente nesta página é fictício, sem nenhum compromisso com a realidade (acho que ficou meio óbvio ao longo da crônica, né? hahahahahaha!).

26 de dezembro de 2012

Já viu? Gradiente iphone - Explicando em miúdos!


A Gradiente fez um vídeo tentando resolver de uma vez por todas a recente confusão com seu novo "Gradiente Iphone". Por incrível que pareça, ela ganhou minha confiança. Não no sentido de que irei adquirir o produto ou coisa do tipo, mas eles fizeram correto e foram felizes no resultado. Dá uma olhada!


Parabéns pela coragem de fazer um vídeo como este, Gradiente. É de empresas com esta visão de mercado, dando ênfase aos cuidados com o consumidor, que precisamos no mundo!

   

25 de dezembro de 2012

Minha ceia de natal!


Eu = Tartaruga; Pombo = Chester, ontem...huashausahuahausa!

20 de dezembro de 2012

O melhor do natal carcará!


Como todo natal eu faço alguma coisa interessante, como explicar o que é o Chester ou fazer uma coletânea de árvores de natal sem noção, dessa vez resolvi misturar de tudo um pouco. Divirtam-se!

Aproveitando o tópico do Chester...durmam com essa:
 


Última postagem do Carcará Arconexo?


Eu esqueci de fazer uma postagem sobre o fim do mundo e pulei direto pro Natal. Isso acontece porque, basicamente, EU ESTOU CAGANDO PRO APOCALIPSE.

Só queria que acontecessem duas coisas amanhã:

1 - Algum funcionário de alguma usina de energia no país desligasse as forças das turbinas por apenas 10 minutos, para ver a reação da galera por todo o Brasil;

2 -  Não tem número 2, sei lá, só pensei no número um mesmo.

Então é isso, só estou deixando meu recadinho de leve por aqui. Semana que vem teremos uma nova Crônica do Carcará, com o tema DERMACYD.

Aguardem.

Quem diria, a última imagem do blog são três sabonetes íntimos femininos...huehuehue!

OBS: Esse mereceu, huahuauhauhauhauhahuhua!

  

17 de dezembro de 2012

Já pensou em ter seu próprio sentry turret do Portal 2?


Eu com certeza não sou o único que quer comprar isso!

Até porque está esgotado...mas um dia ainda comprarei o meu! \o/


Custa U$39,99 no Think Geek! Legal, não é? Pena que pro Brasil, além do preço um tanto quanto salgado, ainda tem o probleminha do envio!

14 de dezembro de 2012

Sexta feira? Pegadinhas!


Você provavelmente já fez alguma pegadinha com alguém. Só duvido que tenha sido neste nível...


...ou neste!

ahusahusahsuashaushausahushau!

Se tem um gato, com certeza não perdeu a chance de brincar com ele e um laser, né? Essa pegadinha pode ficar ainda melhor se você for criativo!


 

Não tem um laser? Simples, só dê um sustinho mesmo. Ou dois, se ele gostar da brincadeira!


E quem disse que apenas os humanos trollam os outros? Olha o amigo guaxinim aí, lembra dele?


Tem muito mais pegadinhas e trolladas pela internet! Qualquer dia posto mais algumas por aqui! Até a próxima!

12 de dezembro de 2012

12/12/2012!!!


Sabe o que isso significa?!?!?!?!?!


Aproveitando a onda do Pânico na Band (depois de ver esse vídeo você vai cansar, se prepara):


Huehuehuehuehuehue!

11 de dezembro de 2012

Saint Portaluppi's Day!




Esta data ficará marcada para sempre no coração de todos os gremistas! Parabéns ao Grêmio Copero, que tomou esta bela iniciativa e criou o Saint Portaluppi's Day, o qual faço minha pequena parcela de compartilhamento por aqui também.

Parabéns, Grêmio! Obrigado, Renato!

9 de dezembro de 2012

Rush Cover Rio: 01/12/2012!


Depois de muito tempo, o Rush Cover Rio voltou ao Calabouço na semana passada para mais um show da banda! Infelizmente, esta semana eu estive com muitos problemas para resolver e não pude escrever essa resenha mais cedo, mas está aí, com todo o carinho possível!

Acho que este show foi, de todos os que eu pude participar, um dos mais incríveis do RCR até hoje. Não só a banda estava inspirada e as músicas selecionadas para a setlist eram épicas, mas o próprio público estava enlouquecido. O local estava lotado (é pequeno, mas estava mais lotado do que nunca!) e todos os visitantes estavam cantando junto, dançando e fazendo bagunça. Foi uma festa!

Isso era apenas um dos meus lados. Ainda tinha gente atrás, e na parte superior.

8 de dezembro de 2012

Dark Souls 2: Prepare-se para morrer novamente em 2013!!!


DARK SOULS 2 CONFIRMADO! E EM 2013! E PELA MESMA FROM SOFTWARE! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHH!!!!!!!


Ainda não temos muitas informações, mas já foi confirmado que o diretor do jogo será o mesmo de Dark Souls 1, e a história será totalmente reformulada, com um novo "herói" em um novo mundo. A dificuldade, obviamente, ainda será o trunfo da franquia. Vamos esperar ansiosamente!!!

Dark Souls II será lançado ano que vem, para PC, Xbox360 e PS3. Créditos da notícia para a Eurogamer.

4 de dezembro de 2012

Divulgada 1ª foto oficial de Ashton Kutcher como Steve Jobs


Alguém que visite o Carcará Arconexo com mais frequência e a mais tempo provavelmente deve se lembrar de quando o Steve Jobs faleceu. Eu fiz um post simples, apenas para não passar batido. Afinal, ele é uma das pessoas que mais mudou a indústria da tecnologia, ao lado de Bill Gates.

O post é esse aqui. Basta clicar para visualizar!

Não sei se por coincidência ou se alguém leu isso aqui no Carcará, mas estão planejando fazer um filme contando a história do Steve Jobs. E adivinha quem foi cotado para ser o próprio? Sim, exatamente ele: Ashton Kutcher! Eu disse que eles se pareciam, não disse? Alguém ouviu minhas preces!

Hoje saiu a primeira foto do Ashton protagonizando o dono da Maçã mordida:

Fonte: E+
Update: achei a foto original!

Posso estar enganado, mas eles estão bem parecidos mesmo:

E você, o que acha? Acertei em cheio ou estou tão maluco quanto quem convidou o Ashton Kutcher para ser o Steve Jobs? Comenta aí!

3 de dezembro de 2012

A última avalanche do Olímpico.


Essa merece um tópico exclusivo.

Parabéns ao Fernando Rossi, que conseguiu gravar essa imensidão de pessoas fazendo a avalanche mais icônica de toda a Era Olímpico - e também a última.

Como se não bastasse a avalanche ser algo incrível de se ver quando acontece na Geral, ontem, na despedida do Olímpico contra o Inter (0x0), a torcida estava tão VIVA e PULSANTE que resolveram inovar: por que não fazer uma avalanche COMPLETA? O resultado está aí!


Mítico. Épico. Imortal.

29 de novembro de 2012

Meu Adeus ao Olímpico Monumental.


Esse vídeo, criado pelo Ian Ruschel, é uma das melhores homenagens ao Olímpico Monumental, quiçá a melhor até o momento rodando pelo Youtube:

Nós, gremistas, nunca esqueceremos o Olímpico. Sentiremos muito sua falta, mas pelo menos será para o nosso próprio crescimento. Não irei escrever tudo o que sinto, até porque eu não tive experiência suficiente de uma vida inteira para contar por aqui. Assim, sugiro que leiam este texto do Impedimento (@impedimento) do começo ao fim (por sinal, um obrigado especial para o Lucas Von (@lucasvon), que me ajudou a resgatar este texto, pois eu havia perdido o link!), e sintam o que todos nós estamos sentindo desde o inicio desta semana. Ah, e este aqui também, do Michel Laub.

Este texto do Lucas Von também aumentou em 300% minha coragem de conhecer o estádio antes de simplesmente nunca conhecê-lo. Não me arrependo disso e nunca me arrependerei: foi a viagem mais incrível e, definitivamente, inesquecível de toda a minha vida até hoje. Fui bem tratado em todos os lugares. Assisti um jogo do Grêmio, no estádio do Grêmio (coisa que obviamente não posso fazer no Rio de Janeiro), e o melhor: vencemos o Fluminense por 1x0, nos tornando o único time a vencer o Fluminense no primeiro turno (e por sinal, não perdemos contra o campeão nem no returno). Interpreto essa vitória como um agradecimento do Olímpico por eu ter ido visitá-lo, e agradeço a ele por toda a felicidade que me proporcionou em tão pouco tempo que estive por lá.

Quero que o Grêmio seja sempre assim: UNIDO POR IDEAIS. UNIDO POR TROFÉUS!

Este domingo é vencer ou vencer. Questão não apenas de honra perante o Internacional, mas também por ser o último jogo por lá. Para os torcedores que comparecerão, não será apenas um jogo. Não será apenas um GRE-nal. Será o último jogo de uma era. Vencer, além de ser fundamental, será um divisor de águas, e não obstante, um dos melhores métodos de lavar a alma de todos os torcedores gremistas pelo Brasil. Assim como 99% dos torcedores DE VERDADE, eu já sei que irei chorar durante a partida. Perdendo, ganhando, não importa. Só chorarei, bem longe do estádio, mas como se estivesse ali, auxiliando nos seus últimos batimentos de vida.

Adeus, Olímpico. Bem vinda, Arena!


Aliás, gostaria de agradecer a todos os jogadores que fizeram parte desta era. A todos os bblogueiros, a todos os gremistas que comentaram qualquer coisa pertinente nos últimos meses (como os que redigiram os ótimos textos spracitados). Além de todos vocês, um abraço especial para o Ducker (@Ducker_Gremio), que não só é um dos fotógrafos mais importantes para armazenar as histórias do tricolor, como me ajudou também na confecção do meu quarto (em 2013 vocês verão, aguardem!).


27 de novembro de 2012

Hover! Já jogou?


Quando eu era apenas uma criança simples, que não sabia nada sobre o que é viver além de ficar brincando o dia todo e reclamando de ir dormir, joguei um joguinho supimpa.

HOVER!

Já ouviu falar? Não? Então você provavelmente nunca usou Windows 95, ou não tinha o disco de instalação. Pois é, eu tinha o CD do Windows 95 (e me arrependo amargamente de ter perdido com toda a minha coleção da Revista do CD-ROM) e nele havia uma pasta perdida ao longo dos diretórios contendo um jogo com este nome: Hover! É, com essa exclamação no fim mesmo!


Hover! era apenas um pique bandeirinha com naves espaciais. Sério, só isso. Você jogava com uma nave vermelha / azul e disputava com outra nave da cor restante. Cada uma tinha como objetivo resgatar as bandeiras da sua respectiva cor antes da nave adversária. Não havia nenhum tipo de disputa direta, com armas ou coisas do tipo, mas existiam algums power-ups e alguns power-downs.


A movimentação era óbvia: direcionais. Além disso, só tinham mais 3 botões: A, S e D, que eram usados para ativar os três especiais (no canto inferior esquerdo): mola, muro e invisibilidade. A mola ajudava bastante, pois com ela era possível pegar bandeiras em outros níveis, já que a nave só se movimentava em um nível. Já o muro e e a invisibilidade eram completamente sem sentido: o muro deveria servir para impedir a passagem do adversário, mas é só dar a volta, enquanto a invisibilidade deveria fazer ele não te enxergar, mas como o adversário sempre era a CPU (não havia multiplayer), era meio inútil ter uma habilidade como esta.


Além das três habilidades, que eram acumuladas pegando durante a fase, existiam outros power-ups e power-downs espalhados em pequenas orbs e em quadrados espalhados no chão. Alguns aumentavam sua velocidade temporariamente, outros diminuiam, além de ter "lamas" que prendiam a nave no chão e setas que faziam você ganhar velocidade naquela direção (se você estiver contra ela, a nave gira 180º e vai com tudo pro lado oposto!), entre outros menos chamativo.


Também só existiam três fases, que são essas que vocês viram aí em cima, e eu nem sei como descrevê-las: uma paisagem medieval, um futuro tão não futurista e um canto qualquer do mundo que se parece com um esgoto radioativo. As fases poderiam ser selecionadas na ordem que você preferisse, podendo iniciar na última. Quanto mais avançada, mais bandeiras para resgatar. Toma um aperitivo:


O jogo era simples, mas eu joguei DEMAIS. Talvez porque ele era "3D" e havia poucos jogos com tamanha qualidade visual, ou talvez por causa da diversão em ficar batendo com a nave na parede e rebatendo de volta. Ou talvez porque a música era repetitiva (mesmo, só tinha uma) e eu ficava escutando como um mantra. Ou talvez porque se parece com as fases de Doom. Por sinal, um ser humano muito sagaz fez um review também, e vale a pena dar uma olhada (é em inglês, mas pelo menos dá pra ver como é o jogo com mais profundidade do que o vídeo anterior, e ainda faz essa comparação do Doom também):


E aí, curtiu? Se sim, tenho uma notícia interessante para ti: a Microsoft possui um ftp com o download de Hover! até hoje, para os mais saudosistas. Se você quiser testar, o jogo é plenamente funcional no Windows 7 (não me perguntem quanto ao Windows 8)! É só clicar neste link para ser feliz, e possui apenas 7mb!

Até a próxima! :)

25 de novembro de 2012

Blablabla.


Muito tempo sem falar algo útil, apenas botando gifs de gatinhos e vídeos engraçados. É, eu sei como o blog está se parecendo: um blog qualquer. Nada de exclusivo, nada de diferente ou inovador. Meu tempo anda apertado, e minha inspiração anda de mal a pior, não consigo escrever nada de [in]útil por aqui há um bom tempo. Projetos não faltam: 2013 vem aí e teremos pelo menos UMA grande novidade programada há algum tempo, então aguardem!

Por enquanto, fiquem com isso e sejam felizes. Abraços e beijundas!


Até a próxima :)

24 de novembro de 2012

Mulheres + Peitos = Hipnose Masculina.


Agora vocês entenderam porque TODOS olham se você possui tamanho respeito?
  

19 de novembro de 2012

The Big Bang Theory Flash Mob!


Essa foi MÍTICA:
Atenção pro ator que interpreta o Howard: nem na vida real ele consegue dançar direito, huehuehue!

18 de novembro de 2012

Carcará no treino do Grêmio!


E o carcará resolveu dar o ar da graça durante o treino do Grêmio ontem, lá em São Paulo!




Será essa uma indicação de sorte? Saberemos às 19:30! Dá-lhe tricolor!

(Agradecimentos imensuráveis ao Bruno Junqueira | TXT Assessoria, que disponibilizou as fotos para mim. Realizei apenas uns crops básicos, para ficar mais centralizado no assunto, mas não modifiquei absolutamente nada. Muito³ Obrigado!)

16 de novembro de 2012

Boliche + Iniciante = Desastre


Tenho CERTEZA de que você conhece alguém que joga assim! Comenta aí! :)

11 de novembro de 2012

Momento "oin" do dia



5 de novembro de 2012

Comerciais sagazes, a gente vê por aqui.


Vish mano, perdeu a namorada :/ huehuehue!

2 de novembro de 2012

Sexta feira, YEAH!!!



LOOK AT MY HORSE! 
HAHAHAHAHAHAHA!

Créditos: valeu Alan! Huehuehuehue!

31 de outubro de 2012

Melhor fantasia de Halloween EVER!


G-E-N-I-A-L! Preciso fazer uma dessas ano que vem! Hahahahahahaha!

Bônus!


28 de outubro de 2012

Invasão felina


"Rápido, assaltem a geladeira!", huashuashausahusahusa!
Os capangas são cachorros, isso que é moral! (valeu pela sua boa percepção, Daniel!)

26 de outubro de 2012

Need for Speed: Most Wanted!



Quer ver o gameplay? Tá aí!

Muitos podem dizer "ah, mas é um Burnout Paradise com perseguição, eles só querem roubar nosso dinheiro, é o mesmo jogo de sempre, mimimi". Pode até ser, mas com uma melhor qualidade gráfica e com a única coisa que faltava: a perseguição, oras!!! É tipo juntar Battlefield 3 com Modern Warfare, Fifa com PES, Uncharted com Tomb Raider!!!

Ainda não é o tão esperado Underground 3, mas Most Wanted, por mim, é o melhor NFS de todos, só por causa desse sistema de perseguição. Tanto é que, desde então, o único que comprei foi o Hot Pursuit.

Need For Speed: Most Wanted será lançado semana que vem, no dia 30 de outubro, para os consoles que rodem coisas em HD (lol).

Até a próxima! :)


22 de outubro de 2012

I'm Batman!


Nobody is Batman... I'M Batman!!! LOL!
  

18 de outubro de 2012

Tarifa de ônibus no RJ: R$3,05.



Hoje tivemos uma notícia um tanto quanto NOJENTA para o Rio de Janeiro.

O prefeito queridinho da população com 64% dos votos válidos no primeiro e único turnos das eleições de 2012, resolveu notificar a população de forma antecipada sobre o aumento das tarifas de ônibus em 2013.

A passagem irá subir dos atuais R$2,75 para R$3,05. Do nada, PLUFT! Dia 2 de Janeiro já teremos tarifas quentinhas para combinar com o verão do nosso Estado. Além do aumento ser maior que o esperado, temos uma justificativa "plausível" para o mesmo: toda a frota de ônibus do Estado do Rio de Janeiro terá ar condicionado até 2016, segundo Eduardo Paes no link acima.

Atente para o detalhe máximo da frase: "até". Uma palavra que faz toda a diferença: as tarifas aumentarão e não veremos mudanças tão cedo. Aliás, a mudança será quase silenciosa, visto que a ideia dele é de implementar condicionadores de ar em 25% da frota em cada ano, totalizando o 100% no fim do mandato.


Realmente é válido aumentar a passagem desta forma para incluir ar condicionado nos ônibus? De fato, no Rio de Janeiro deveria ser "lei da natureza" todos possuírem ar condicionado, sejamos sinceros, mas este aumento não pode ter como justificativa apenas a implementação destes equipamentos. Quer saber por quê? Vamos lá, valores de 2012 em ação:

Distrito Federal — R$ 1,50
Fortaleza — R$ 2
Belém — R$ 2
Boa Vista — R$ 2
Teresina — R$ 2
São Luiz — R$ 2,10
Recife — R$ 2,15
Natal — R$ 2,20
João Pessoa — R$ 2,20
Aracaju — R$ 2,25
Macapá — R$ 2,30
Maceió — R$ 2,30
Vitória — R$ 2,35
Rio Branco — R$ 2,40
Goiânia — R$ 2,50
Palmas — R$ 2,50
Salvador — R$ 2,50
Curitiba — R$ 2,60
Porto Velho — R$ 2,60
Belo Horizonte — R$ 2,65
Cuiabá — R$ 2,70
Manaus — R$ 2,75
Rio de Janeiro — R$ 2,75
Porto Alegre — R$ 2,85
Campo Grande — R$ 2,85
Florianópolis — R$ 2,90
São Paulo — R$ 3

O valor é acima de R$2 em todas estas cidades. Porém, a maioria é de R$2,60 para baixo. Curitiba, cidade exemplo em transporte público (principalmente em ônibus), possui a tarifa de R$2,60. São Paulo possui a maior, de R$3, e o Rio de Janeiro vai bater o recorde, MARAVILHA, PALMAS PARA O RJ, QUE ORGULHO DA MINHA CIDADE! Só que não.

Quer ver como é engraçado? Alguns anos atrás, era possível encontrar o ônibus 232, que passa pelo centro da cidade, cheio de folhinhas pintadas em sua carcaça, dizendo que ele utilizava biodiesel e hoje ninguém sabe o que aconteceu com a ideia, se ela está sendo utilizada ou simplesmente foi descartada (até existem alguns com diesel de cana, mas são raríssimos). Além disso, em uma cidade como o Rio de Janeiro, o ar condicionado deveria ser item de fábrica de qualquer ônibus público. Alguns anos atrás, vocês viram a padronização que o Eduardinho fez em nossa frota, para as Olímpiadas e Copa de 2012, e eu mesmo fiz uma postagem falando sobre isso por aqui.

Se eu vi três desses até hoje foi muito.

O que você realmente viu com essa padronização, além de uma frota "nova" de ônibus e a seleção de uma cor totalmente pastel, cor de burro quando foge? O Rio de Janeiro é azul e branco, por que não homenagear o Estado do Rio de Janeiro com estas cores em toda a sua frota e dar cores mais vivas à cidade toda? Ou, se é para ter algo monocromático, por que não botar uma pintura que homenageasse a orla das nossas praias? E se você vier me dizer que isso foi feito para ter uma cidade com mais "ordem" e "cara de organizada", te proponho uma coisa: vamos sumir com o Jardim Botânico? Afinal, ele é verde e a cidade toda é cinza por causa das edificações, é muito destoante, não é?

Essa padronização tosca não acaba por aí. Por que, durante essa padronização, foram implantadas televisões com notícias em tempo real apenas em 0,000000001% dos ônibus? Aposto que muitos leitores nem viram essas televisões até hoje, né? E o mais importante: POR QUE NÃO INSTALARAM OS CONDICIONADORES DE AR NA FROTA TODA? Só pense, não vou falar mais nada.

Alguns tomaram a frente e resolveram criar uma petição online para tentarmos unir a população contra esse aumento abusivo da passagem. A petição pública pode ser encontrada neste link (ou na imagem abaixo), e pode ser assinada por quaisquer pessoas. Basta você ter um nome (duh), e um email para validar sua assinatura. Não demora, não machuca, e pode ajudar o Rio de Janeiro inteiro, se for para a frente. Só não vai dar certo se você não quiser ajudar. Já temos, neste exato momento, 7304 assinaturas e subindo. Precisamos nos mobilizar contra essa barbaridade, urgente!


Ah, tenho um recado para você, que está cagando indiferente para a questão do transporte público e simplesmente pega seu carrinho lindo, com ar condicionado, e fica zanzando com ele por aí todo dia para ir ao trabalho e afins: VOCÊ É O RESPONSÁVEL PELO ENGARRAFAMENTO DIÁRIO DA NOSSA CIDADE! Enquanto a maioria detentora do poder de ostentar um automóvel continuar andando com ele e não fizer nada para ajudar SUA PRÓPRIA CIDADE, continuaremos morrendo em 4 horas por dia, no mínimo, enfurnados nessas porcarias, inalando poluentes atmosféricos dos mais variados, e acumulando um stress absurdo. FAÇA SUA PARTE E AJUDE!


As empresas de ônibus no Rio de Janeiro possuem lucros absurdos. Qualquer empresa que preze pela confiança de seus consumidores e permanência na liderança perante a competitividade da indústria sabe que parte do lucro precisa ser INVESTIDO. Você viu algum investimento para melhor no transporte público do Rio de Janeiro, exceto o BRT (que alguns até dirão que não é um bom investimento, mas o foco não é ele - ainda)? "Asfalto Liso", você pode retrucar. Vai no Centro da cidade, EM FRENTE À PREFEITURA, MEUS SENHORES, e olhem o estado daquele asfalto "liso". As empresas de ônibus no Rio de Janeiro, além de não aumentar a frota para os ônibus que são mais visados (485 para ir à UFRJ é um ótimo  exemplo, demora 25 minutos para aparecer no Centro, algumas vezes até 50 minutos para passar UM - e todos somos penalizados com atrasos na universidade), sequer melhoram a qualidade do serviço (e ainda temos 2 horas para nos locomover com o Bilhete Único - isto está se tornando um desafio diário nos horários de pico).

Você acha mesmo que esse valor vai se tornar fixo até 2016, enquanto os condicionadores de ar serão implementados lentamente na frota do Estado? Porque, afinal de contas, o aumento do ano que vem será para isso, não é? Duvido que no ano que vem não apareça mais uma nova notificação de aumento para 2014. Até a Copa de 2016, o ônibus estará aproximadamente R$4,20~5,00 e o salário mínimo não será maior do que R$800. Favoritem esta página e voltem aqui em 2016, ok?

Para fechar, gostaria de citar uma frase do Eduardinho na notícia inicial: 
“Ainda não tenho o equilíbrio da conta (da colocação de ar-condicionado), mas meu pessoal está estudando. Se ficar um aumento absurdo, terei que subsidiar, mas a princípio não precisa.”
E aí, você acha que ele realmente não precisa subsidiar? Comente, compartilhe, divulgue!

   

Seu Madruga em Avenida Brasil!


Tchau, tchau, tchau!

16 de outubro de 2012

Doom 3: BFG Edition! YEAH!


É hoje! Vamos comprar na loja mais próxima, GOGOGO!!!

15 de outubro de 2012

Catmario: um "Mario Bros Troll"!


Se o Mario fosse assim seria extremamente interessante, hahahahahahaha!

11 de outubro de 2012

Ted: Polêmica, Indignação e Mundo Melhor.



Hoje fui assistir, depois de muito enrolar, o filme Ted. Todos os meus amigos haviam elogiado o filme e saíram rindo das coisas doidas que o ursinho de pelúcia faz ao longo do longa (ao longo do longa, ao longo do longa, ao longo do longa).

Pois bem, ao terminar o filme eu sai indignado. Sim, indignado. Não com o filme, claro, mas com o público presente. Havia no máximo umas 30 cabeças na sala, a maioria entre seus 20 e 30 anos. E aí entramos onde eu quero chegar. Estamos no ano de 2012. Muito já mudou desde o inicio do século passado, e hoje em dia  pessoas que possuem acesso à cinema com naturalidade também possuem acesso à informação.


Que comece meu discurso. Leiam a sinopse a seguir:

É Natal e o pequeno John tem apenas um pedido a fazer ao Papai Noel: que seu ursinho de pelúcia, Ted, ganhe vida. O garoto fica surpreso ao perceber que seu pedido foi atendido e logo eles se tornam grandes amigos. John e Ted crescem juntos e o urso de pelúcia se torna bastante mal humorado com a idade. Já adulto, John (Mark Wahlberg) precisa decidir entre manter a amizade de infância ou o namoro com Lori Collins (Mila Kunis). - Adorocinema.com

Agora assistam ao trailer do filme:


Fica claro que o filme é inapropriado para crianças ao assistir o trailer. Contudo, a sinopse não explicita absolutamente nada sobre essa doideira generalizada. De qualquer modo, a classificação etária do filme no Brasil é de 16 anos, e qualquer ser humano com essa idade já está careca de saber como entrar em sites de busca de vídeos para assistir trailers de filmes ou entrar em mecanismos de busca para ler resenhas críticas a respeito em sites especializados ou em blogs. Além disso, no próprio trailer aparece a seguinte frase: "Do mesmo criador de Family Guy". Quem conhece, sabe o que vem pela frente depois disso, né?

Um bebê usando uma metralhadora. Super natural.

A polêmica começa com o deputado federal Protógenes Queiroz há algumas semanas atrás, que levou seu filho de dez anos para assistir o filme. O filho saiu falando "Relaxa pai, eu sei que ele fumou maconha e cheirou cocaína, mas não vou fazer igual", mas o deputado saiu ofendido do cinema. Os papéis aparentemente se inverteram, não devia ser o contrário, se pensarmos de modo amistoso e correto - um experiente de vida acostumado a ver baboseiras e o filho iniciante no planeta Terra confuso sem entender muitas coisas? O cara chegou a tentar censurar o filme no país, e disse que só levou o filho para assistir porque a sinopse não explicitava o conteúdo do mesmo (até concordo por essa parte, mas volto a bater na tecla anterior: o filho tem 10 anos, e eu duvido que sendo filho de deputado federal não tenha um iQualquerCoisa com conexão permanente com Internet, se bobear já até viu mais mulheres nuas que o pai pela web).


Enfim, o deputado diz em uma reportagem o seguinte:  "Não pode ser aceito que jovens corram os riscos de ser expostos a filmes que utilizem personagens de contos de fadas com cenas pornográficas, como por exemplo, utilizando a Branca de Neve". Ele também queria aumentar a classificação etária de 16 para 18 anos. Se qualquer jovem entrar em um mecanismo de pesquisa de imagens e procurar "Branca de Neve Sensual", vai se deparar com coisas bem interessantes (e eu nem usei uma palavra mais pesada na pesquisa). Aliás, só usar a palavra "sensual" é mil vezes pior do que um bicho de pelúcia fazendo sexo em um filme de classificação etária 16 anos, e ninguém pede sua identidade durante pesquisas em mecanismos similares. Ainda sou audacioso e acho que coisas como esta incitam o fetiche, pronto, falei...ahuahuahuahua!


Agora voltando ao meu caso. 30 pessoas no cinema, a maioria adulta o suficiente para discernir o que é certo e errado, o que vai influenciar sua vida ou não. Ok. O filme começa, nenhum problema aparente surge durante a passagem dos minutos iniciais. Quando, de repente, eu ouço um berrinho, de leve. Havia uma criança de, no máximo, cinco anos na sala. Dava para ter certeza disso pois ela estava na minha frente, a cabeça não tinha nem 20cm de orelha a orelha e ela estava brincando com um carrinho. Conforme ele dava um berrinho aqui e outro acolá, a mãe vinha e dava um esporro trinta vezes mais alto no pobre garoto, com direito a tapas em alguns casos.

Acha que parou por aí? Nada. Um casal levou três crianças pra assistir também, todos com idades entre 8 e 12, no máximo. Dois meninos e uma menina, aparentemente ela era a mais jovem e os outros dois eram amigos, e não irmãos, provavelmente. A cada cena, os pais (coincidentemente sentados ao meu lado - eu estava rodeado de gente irritante) reclamavam soltando um "que palhaçada", "que absurdo", "que nojo", "vamos embora desse filme de m***a, por favor". A filha, que estava meio neutra, sem reclamar, servia de meio de contato entre os meninos (que estavam mais à frente) e o casal. Os garotos estavam gargalhando, enquanto o casal, adulto, estava assustado com as cenas do filme. Quando o filme chega ao final, em uma cena estupidamente normal, eles reclamam de novo que não aguentam mais. Aí quem não aguentou fui eu, mandei um "Então sai logo dessa sala, PELAMORDEDEUS!" em um tom que só eles conseguissem escutar (não queria destruir o filme pros outros consumidores presentes) e eles levantaram e foram embora, felizmente.

Para ambos os casos: quem trouxe as crianças foi quem reclamou do filme. Se as crianças pediram para vir, os pais deveriam ter o discernimento de, no mínimo, saber sobre o filme antes de sair levando, e outra, deveriam ficar de bico calado para não ficar incomodando quem realmente foi para ver, como eu e o resto do cinema. Em ambos os casos, novamente, as crianças tinham idades bem abaixo da idade mínima, que era 16. Tá errado. Completamente errado. O pirralho brincando de carrinho nem sequer prestou atenção no bicho de pelúcia. Ah, nem contei, o filme era legendado, mais um motivo óbvio para nada disso ter acontecido.

Pois bem, três ocorridos perfeitamente parecidos e claramente errados por conta dos responsáveis das respectivas crianças. Ted possui nota 7,6 no IMDb. Isso é mais uma forma de dizer "o filme é bom, pode assistir sem medo, mas sempre verificando as regras padrões que devem ser seguidas para assistir qualquer filme". E essa nota de 7,6 não é dada pelo site, foram 82,195 usuários contribuindo.

Ursinho com garrafa de cerveja na mão = Super educativo, vou levar meu filho de 4 anos para assistir!

Tudo isso que eu mostrei aqui reforça uma ideia. As pessoas atualmente não conseguem mais diferenciar o que é uma sátira, uma piada, uma palhaçada, por mais de mal gosto que possa ser, de algum preconceito específico ou apologia à drogas. Hoje em dia, música do Latino consegue ser tão grosseira quanto algumas letras de funk pesado, e a galera fica dançando feliz da vida por aí. Uma piada do Rafinha Bastos rendeu quase uma linchação pública, porque alguns não conseguem perceber que o programa é uma sequência de piadas, interligadas em alguns casos. O diretor-geral do Google é preso no Brasil porque algum usuário enviou um vídeo contra um político específico e este vídeo não foi removido após uma decisão judicial que determinou a retirada do vídeo, sob alegação de que o conteúdo não é de responsabilidade do site, e sim do usuário que o envia. O cigarro é vendido livremente, enquanto a maconha é duramente reprimida por vários governos no mundo, mesmo após extensivos testes, análises e pesquisas confirmarem os tantos males que ambos podem trazer à saúde, de acordo com a intensidade do uso.

As pessoas atualmente estão mais hipócritas do que nunca. Ninguém mais sabe o que defender, e como defender. Ninguém sabe o que fazer, e como fazer. Ninguém sabe viver, e como viver. Está na hora das massa esmagadora aprender a diferenciar o que é obviamente uma piada do que é, realmente, um absurdo incontestável. Está na hora de saber quando ignorar um acontecimento irrelevante, uma piada que não achou graça, ao invés de resolver tomar uma atitude drástica, como mandar prender, enfiar um processo goela abaixo e coisas parecidas.

Nome do filme? Ted. Legal, deve ter ursinho de pelúcia. Sinopse? Aparentemente normal. Trailer? Nossa, meio pesado, né? Classificação etária? 16 anos, ok, realmente o filme deve ser pesado. A partir daí, meu amigo, é você, e apenas você, que decide se quer assistir ou não! Se ele é pesado e você acha que vai se sentir ofendido, por favor, nem assista. Assim, quem gosta de algo parecido vai lá prestigiar sem dores de cabeça. Todos temos total liberdade sobre nossas escolhas, ainda mais quando se trata de um filme de cinema, e como se não bastasse termos liberdade, ainda temos uma penca de informações para pesquisarmos antes de decidir no impulso.

Pesquise. Aumente seu conhecimento. Perceba o quão pequeno você é nesta galáxia.

Não escrevi nem 50% do que eu realmente queria. Só espero que isso sirva como um mínimo de sermão para as pessoas aprenderem a dar valor para o que elas quiserem, sem precisar necessariamente censurar o que elas não gostam e impedir outras pessoas de fazer o que quiserem. Eu, desde minha infância, assisti filmes de besteirol americano (faculdades americanas com personagens que utilizam explicitamente drogas e outras coisas e fazem sexo, com direito a seios e bundas durante todo o filme, e um palavrão a cada 3 palavras ditas). Assisti a filmes como Harold & Kumar (Madrugada Muito Louca, no Brasil). Assisti a desenhos com lutas marciais, sangue jorrando pra tudo quanto é lado, extinção de galáxias e raças das mais diversas. Joguei GTA, Counter Strike e Call of Duty, com mais de um milhão de tiros em todos as partes do corpo dos adversários que você possa imaginar até hoje. Eu nunca usei e não usarei drogas: não bebo, não fumo, não uso nenhuma droga ilegal, não matei ninguém, nunca mexi e nem pretendo manipular armamentos. 

Eu vivenciei essa imagem pelo menos 500.000 vezes durante minhas partidas. Nunca virei traficante ou serial killer, quem diria, não?

Quem fortalece sua mente é quem sabe controlar seus próprios desejos e a hora de dar cada passo na vida, que tem consciência das suas ações e das consequências que elas podem vir a causar, e acima de tudo, é aquela pessoa que já viu e ouviu de tudo. Já leu, escutou, assistiu e discutiu sobre os mais variados temas, e absorveu as mais divergentes opiniões, criando a sua própria opinião sobre o assunto. Fica a dica para um mundo melhor. Para finalizar o texto, gostaria de concluir de forma emblemática e com chave de ouro.


Até a próxima!
   

7 de outubro de 2012

SimCity 5!


Agora é sério, preciso desse jogo.

SimCity 5 está previsto para 2013, sem data definida até o momento.
  

6 de outubro de 2012

Sincronia de 32 metrônomos. Medo.


Se preferir, só assista o começo, pule para a metade e depois pule para o final. 5 minutos ouvindo tec-tec é tenso demais, huehuehuehue!

5 de outubro de 2012

Feliz Ano 1 d.j.!




FELIZ ANO 01 d.j.! aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!
 (pra quem não entendeu: d.j. = depois de Jobs)

Se não acreditam em mim, prevejo ondas de lembranças sobre ele próximos a esta data e num futuro não muito distante, prevejo a criação de uma religião Applecentrista. Aguardem.

(Este post foi programado no dia 13/10/2011, para que ninguém ache que eu copiei de alguém que falou isso antes de hoje).

Se ainda duvida, tá aí a prova.

Só uma pequena atualização: o Blog do iPhone legendou um vídeo em homenagem ao Steve Jobs. Resolvi compartilhar.